AirBus A330

O Airbus A330 é a aeronave comercial de passageiros de maior capacidade de operação para médias e longas distâncias fabricada pela Airbus. Ele foi desenvolvido ao mesmo tempo que o A340 de quatro turbinas.

A Airbus pretendia colocar o A330 para competir diretamente no ETOPS, especificamente com o Boeing 767.


A fuselagem e as asas do A330, são idênticas à versões menores do A340, embora tenham motores diferentes. A fuselagem do A330, é basicamente herdada do Airbus A300, como a seção do nariz/cockpit, o sistema fly-by-wire e o deck do A320. O A330 e o A340 são montados na mesma linha de montagem em Toulouse-Blagnac, França.

Ao fim de Janeiro de 2009, um total de 1012 A330 foram encomendados e 590 entregues.

Airbus A330-200

O Airbus A330-200 nasceu como versão de longo alcance derivada do A330-300 começou a ser desenvolvido a partir de novembro de 1995.

Com o baixo número de vendas do A340-200 (apenas 28 foram construídos), a Airbus decidiu usar a fuselagem do A340-200 com as asas e motores do A330-300. Isto criou um avião muito mais econômico do que o quadri-jato que serviu de base.

Em fevereiro de 1996 viria a primeira encomenda, de 13 unidades, feita pela empresa de leasing ILFC.

O primeiro vôo foi realizado em 13 de agosto de 1997 e as primeiras entregas em abril de 1998. Praticamente idêntico ao A330-300, e da mesma forma oferecido às companhias com três opções de motores (Rolls Royce, Pratt & Whitney e General Electric), as diferenças mais marcantes são o menor comprimento da fuselagem e a maior capacidade de combustível, graças à adição de um tanque central.

O maior alcance fez da versão -200 um best seller, ultrapassando com folga o número de encomendas do seu irmão maior A330-300, e competindo diretamente com o Boeing 767-300ER na categoria de bimotores de longo alcance. Rapidamente o modelo tornou-se o “avião do momento” entre vários operadores, tanto empresas regulares como charters.

 

Principal acidente

24 de agosto de 2001 – O voo Air Transat 236 operado com um A330-243 realizou o maior voo planado jamais registado na aviação comercial a jato após ter perdido o combustível a meio do Oceano Atlântico. O voo sem motores durou cerca de meia hora, ao longo de 120 km (65 milhas náuticas), realizando uma aterreagem de emergência no Aeroporto das Lajes, na ilha TerceiraAçoresPortugal. Não houve feridos, mas o avião sofreu alguns danos estruturais, tendo rebentado igualmente os pneus.

 

Anúncios

Air France: Acidente

O modelo de avião Airbus A330-200, como a aeronave da Air France que desapareceu nesta segunda-feira no trajeto entre o Rio de Janeiro e Paris, é utilizado em vôos de longa distância há 11 anos e não registrou nenhum acidente fatal em vôos comerciais.

Até hoje, este modelo sofreu apenas dois acidentes por falha nasturbinas. Em 2001, um vôo da Transat que fazia o percurso do Canadá aPortugal perdeu a energia depois do vazamento de combustível ao sobrevoar o Oceano Atlântico. Nenhum dos passageiros a bordo ficou ferido.

Em 2003, a turbina de um avião da Edelweiss Air explodiu ao decolar no aeroporto de Miami. Na ocasião, também não houve feridos.

O Airbus A330-200 mede 58,8 metros de comprimento, tem capacidade média e comporta 253 passageiros em três classes. Equipado com duas turbinas, o avião pode alcançar uma altitude de cruzeiro de 12,5 mil km e atingir a velocidade máxima de 913 km/hora.

Atualmente, 341 aeronaves deste modelo estão em uso por diversas companhias aéreas. Além da Air France, a KLM, a TAM, a Turkish Airlines – entre outras empresas comerciais – também possuem o A330-200 em suas frotas.

Vôos para América do Sul [80% mais baratos]

Descontos afetariam vôos que saem do Brasil com destino aos 12 países da região. Medida entra em vigor a partir do dia 1º de junho.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou nesta sexta-feira (30) que entrará em vigor a partir deste domingo (dia 1º de junho) a segunda etapa da liberação gradual das tarifas áreas para vôos entre Brasil e outros países da América do Sul.

A medida autorizou descontos de até 80% nos preços das passagens aéreas de vôos que saem do Brasil com destino aos 12 países da América do Sul:

  • Argentina
  • Uruguai
  • Chile
  • Paraguai
  • Bolívia
  • Peru
  • Equador
  • Colômbia
  • Venezuela
  • Guiana
  • Guiana Francesa e Suriname.

O desconto de até 80% pode ser aplicado sobre o valor de referência da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês). O desconto no preço das tarifas é válido para todos os vôos que partem do Brasil, tanto de companhias nacionais quanto estrangeiras.

Fonte

Aeroporto de Gibraltar

Ao ver uma citação na revista veja, a respeito do Aeroporto de Gibraltar. O que me chamou mais atenção foi o fato de haver uma avenida que atravessa a pista do aeroporto. O engraçado é que nas cabeceiras do aeroporto não teve espaço para a passagem de ruas e sim para a área de escape. Isso pode ser um exemplo para nós brasileiros de que funciona lá, mas pode demorar a funcionar aqui.

Gibraltar é um território do Reino Unido. Localizado no extremo sul da Península Ibérica. A grande diferença do aeroporto de Gibraltar dos demais está no fato de ser o aeroporto mais próximo à cidade que serve, ficando a 500 metros do centro da cidade.

Fonte: